LOGO 2 BLOG







Motorista envolvido em morte de estudante deve ser indiciado por homicídio

O motorista da empresa Expresso Metropolitano, Benigno Ferreira dos Santos, envolvido na morte da estudante Kamila dos Santos Francisco, 19 anos, deve ser indiciado por homicídio. Testemunhas relataram que o condutor esqueceu de fechar a porta traseira do coletivo e em uma curva, a jovem caiu do veículo. Kamila não resistiu ao impacto da queda e morreu no local, na manhã desta quarta-feira (9), na rua Válter Polentino Alves, nas proximidades do Banco do Brasil, em Simões Filho. 
Após o acidente, Benigno prestou depoimento na 22ª Delegacia Territorial (DT/Simões Filho) e foi liberado logo em seguida. 

De acordo com a delegada Ana Lúcia Gonçalves, titular da 22ª DT, o motorista pode ser indiciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), homicídio preterdoloso (crime qualificado pelo resultado) ou homicídio doloso (quando há a intenção de matar).
Segundo Ab-dul Ramid Novaes, coordenador de fiscalização da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), a Expresso Metropolitano tem 48 horas para notificar o caso ao orgão. Caso contrário, pode ser multada.
O corpo da estudante foi liberado na tarde desta quarta-feira (09), e será enterrado nesta quinta-feira (10), no Cemitério de Simões Filho. Em entrevista ao Correio24Horas, o pai da vítima, o aposentado Advaldo Francisco Neto, 50, não acredita em acidente. (Correio)

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários