LOGO 2 BLOG







Geddel cai em golpe de presidiário: "Eu agi de boa fé"

O líder do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima foi vítima de um golpe telefônico na última semana. Uma pessoa se passou pelo vice-governador de Pernambuco, Raul Henry (PMDB) e entrou em contato com Geddel pedindo um depósito em uma conta bancária para ajudar um filho do pernambucano. O golpe lhe custou aproximadamente R$ 2,6 mil. O golpista afirmou que o filho estava em viagem na Bahia e precisava do dinheiro porque seu cartão de crédito não estava funcionando. Geddel realizou o depósito e quando ligou para Henry para saber se o problema tinha sido solucionado, percebeu que tinha sido enganado. “Eu agi de boa fé. É uma pena que no Brasil de hoje tenha gente que se valha da boa fé dos outros”, lamentou Geddel. Os deputados Manoel Junior (PMDB-PB) e Baleia Rossi (PMDB-SP) e o senador Roberto Requião (PMDB-PR) também receberam a ligação, mas não transferiram o dinheiro e entraram em contato com Henry. A ligação partiu de um presídio localizado na região metropolitana do Recife e o vice-governador está tentando estornar a quantia. (Tribuna)

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

1 Comentários

  1. inclusive alguns políticos que usa da boa fé dos eleitores pra roubar p dinheiro publico, enquanto pessoas morrem nas filas dos hospitais!

    ResponderExcluir

Os comentários não representam a opinião do blog e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação.