LOGO 2 BLOG






Presidente ucraniano sobrevive a três tentativas de assassinato

 


O líder ucraniano seria morto por mercenários do grupo Wagner 

Já foram três as tentativas de assassinato ao presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, em apenas uma semana, segundo informações do secretário de Segurança e Defesa Nacional, Oleksii Danilov. 

De acordo com a apuração do Diário do Nordeste, o líder ucraniano seria morto por mercenários do grupo Wagner, apoiado pelo Kremlin, ou por forças especiais chechenas na semana passada. “Posso dizer que recebemos informações do [Serviço Federal de Segurança da Rússia], que não quer participar desta guerra sangrenta”, disse Danilov a emissoras de TV locais. 

O grupo Wagner possui 400 membros em Kiev onde se mantém infiltrado e possui uma “lista de assassinatos” com 24 nomes, segundo divulgado pelo jornal The Times. Além de Zelensky, deveriam ser executados o primeiro-ministro da Ucrânia, todo o gabinete, o prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, e seu irmão Wladimir. 

Entretanto, os ataques foram frustrados já que a ação foi descoberta por membros anti-guerra do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) que alertaram os funcionários da Ucrânia. Uma fonte próxima ao grupo Wagner afirmou ser “estranho” quão bem informada a equipe de segurança de Zelensky parecia estar. 

Isso porque o governo se antecipou e determinou um toque de recolher de 36 horas em Kiev para que as tropas ucranianas fossem às ruas em busca dos invasores russos no último sábado (26).

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários