LOGO 2 BLOG







Camaçari: Prefeitura anuncia cancelamento da festa de São João deste ano por causa da pandemia

 

Administração municipal fez postagem nas redes sociais, anunciando o cancelamento do Camaforró 2021. Este será o segundo ano consecutivo que a festa não é realizada na cidade.

Foto: Reprodução/Redes sociais

A prefeitura de Camaçari, cidade da região metropolitana de Salvador, anunciou nesta segunda-feira (12) o cancelamento do Camaforró 2021, a festa de São João da cidade. O motivo é a pandemia da Covid-19.

O anúncio foi feito nas redes sociais da administração municipal, que afirmou seguir orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) na tomada da decisão.

 
Foto: Reprodução/Redes sociais


"Uma das datas mais expressivas no calendário da cultura popular nordestina, as festas juninas saem de cena. Isso porque, diante da nova variante do coronavírus que é mais agressiva e em virtude das orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), que entende a necessidade de eliminar situações de aglomeração como forma de controlar a disseminação do vírus, informamos o cancelamento do Camaforró 2021, que não ocorrerá pelo segundo ano consecutivo por causa da pandemia da Covid-19. 💚", disse a prefeitura.

Em nota, o prefeito Elinaldo Araújo se disse triste por não poder realizar o evento, que segundo ele tem grande importância para o aquecimento da economia local, mas destacou que a prioridade é a saúde da população.

“A saúde de todos é a nossa prioridade número um, e não vamos medir esforços para que essa proteção esteja garantida. A decisão é difícil, mas fomos pegos de surpresa com a onda mais agressiva do vírus e é preciso trabalhar ainda mais para salvar vidas”, disse.

De acordo com o secretário da Saúde de Camaçari, Elias Natan, apesar da vacinação estar ocorrendo, a imunização em massa ainda não é possível, por causa do número reduzido de doses que têm recebido do Ministério da Saúde.

A nota da prefeitura ainda pede a compreensão da população e reforça que o cenário ainda não permite o relaxamento das medidas restritivas.

Fonte: G1 Notícias

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários