LOGO 2 BLOG







Moradores de distrito em Morro do Chapéu-BA vivem sem energia elétrica há cerca de 20 anos



Sem energia elétrica há cerca de 20 anos no distrito de Alecrim, em Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, 77 famílias precisam recorrer aos candeeiros e velas para iluminar as casas. Quando o sol se põe, os moradores ascendem as alternativas para iluminação.

Eles buscam a instalação de energia elétrica na região, mas nunca obtiveram uma justificativa pela falta do serviço básico e com isso, montam os candeeiros com latinhas, que são aproveitadas após o uso de alimentos enlatados.

“Já tiveram projetos anteriores, que eu não sei se foi desvio de verba ou não sei o que foi, mas não conseguimos [uma resposta]”, afirmou Ordilei Oliveira Bispo, presidente da Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais de Alecrim, em entrevista ao G1 Bahia.

As poucas alternativas são preocupantes para os moradores, nos quesitos econômicos e de saúde, no caso do candeeiro, que utiliza óleo diesel. “A gente gasta bastante com vela, porque um pacote só dura dois dias. O candeeiro a gente gasta uns cinco litros de óleo diesel por semana”, contou Ordilei.

De acordo com Bispo, a localidade não tem poste e o lugar é isolado e antigo. Os moradores conseguem usufruir, apenas, e com dificuldade, de um sinal de telefone.

“Eu estou usando esse [telefone] aqui agora, porque coloquei em cima da parede, porque tem um local que acha o sinal. É difícil, não é todo lugar que tem sinal”.

Ao G1, a Prefeitura de Morro do Chapéu informou, por meio da assessoria de imprensa, que a prefeita Juliana Araujo (PL), quando era vice-prefeita, em 2017, fez a solicitação do serviço para o projeto Luz Para Todos, do Governo Federal. O pedido foi aprovado, mas ainda não foi executado na região e não informou um prazo da realização do serviço.


Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários