LOGO 2 BLOG







Homem de 51 anos tenta estuprar criança e quase é linchado em Lauro de Freitas


Moradores da região da Praça das Mangueiras, no bairro de Vida Nova, no município de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador (RMS), quase lincharam um homem identificado como João Anastácio Silva, 51 anos, após ele tentar estuprar uma menina de 11 anos, identificada pelas iniciais L.S.S.

Segundo relato da vítima a reportagem do Bocão News, a tentiva de estupro ocorreu enquanto ela voltava da escola por volta das 15h30 desta quarta-feira (24). João Anastácio só não foi linchado, porque policiais da guarnição 8104, do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto), da 81ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), que estava sob o comando do soldado Valdeílson, impediram, prendendo o acusado.

Segundo relatos tanto da mãe Janaína Karla, quanto da vítima, L.S.S. à reportagem do Bocão News, a criança foi ameaçada com uma faca e João estava com uma arma de fogo na cintura. Ele rendeu a vítima e obrigou a mesma a entrar em uma barraca, onde ele ameaçou de morte, a mãe e irmãos, caso ela contasse a alguém o que aconteceria ali. “Ele colocou seu órgão sexual para fora e alisou os seios dela. Ele ameaçou minha filha com uma faca e uma arma na cintura, mas graças a Deus ela conseguiu escapar”, disse a mãe da garota.

Quando João se distraiu, a vítima correu gritando em direção a escola. Após relatar o ocorrido para diretora, a mesma acionou o serviço de ronda escolar da rede municipal de ensino e um dos agentes da ronda escolar conseguiu identificar o acusado e foi até a casa dele. No local, o agente, que não quis ser identificado, conseguiu render João Anastácio, que já estava sob a ameaça dos vizinhos, que tentaram linchá-lo. Ele foi preso em seguida pelos policiais militares. Com o acusado foi encontrada a faca, que ele teria ameaçado a vítima, mas não acharam a arma de fogo.

Após ser detido pelos policiais militares, João foi apresentado na 23ª Delegacia Territorial (DT) de Lauro de Freitas, onde a vítima e a mãe, ainda bastante abaladas psicologicamente deram depoimento ao delegado Antônio Luis, do plantão metropolitano. De acordo com a mãe da garota - Janaína Karla, após o ocorrido a filha revelou que outras colegas da escola foram ameaçadas e até abusadas por João Anastácio.

Durante o depoimento da mãe e da vítima e apresentação de João a delegacia feita pelos PM's, um advogado chegou a 23ª DT em sua defesa e segundo informações da polícia, João foi liberado. (Bocão News)

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários